Secretaria de Missões da Igreja Assembleia de Deus Ministério no Ipiranga

Clamor pelo missionário

O missionário Magdiel que no ano passado foi curado de um câncer, no Amazonas, hoje passa por mais um momento que requer cuidado com sua saúde.

Diagnosticado com malária, o missionário precisa de nossas orações. Pedimos a todos que junto a nós levante um intenso clamor para sua melhora. A região que ele e sua família trabalha é em Fonte Boa – Amazonas. De acordo com pesquisas, o Amazonas é a região onde se concentra a maioria dos casos de malária no brasil.

Segue dados:

O que é Malária?

Malária é uma doença típica de países de clima tropical e subtropical. Também conhecida como sezão, paludismo, maleita, febre terçã e febre Quartã, o vetor da doença é o anofelino (Anapheles), um mosquito parecido com o pernilongo que pica as pessoas, principalmente ao entardecer e à noite.

É uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários, transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles. Apresenta cura se for tratada em tempo oportuno e adequadamente.

A maioria dos casos de malária se concentra na região Amazônica (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins), área endêmica para a doença. Nas demais regiões, apesar das poucas notificações, a doença não pode ser negligenciada, pois se observa uma letalidade mais elevada que na região endêmica.

O seu tratamento é simples, eficaz e gratuito. A Malária pode evoluir para forma grave e até para óbito!

Ciclo da Doença

O ciclo da malária humana é homem-anofelino-homem. A fêmea ataca para garantir o amadurecimento e apostura dos ovos. Depois de picar um indivíduo infectado, o parasita desenvolve parte de seu ciclo no mosquito e, quando alcança as glândulas salivares do inseto, está pronto para ser transmitido para outra pessoa. A Amazônia é a região do Brasil, onde ocorrem 98% dos casos de malária.

Fonte: http://www.saude.am.gov.br/servico/malaria/malaria.php

_____________

63.361 casos de malária foram registrados no Amazonas em 2019

Dados divulgados em janeiro deste ano (2020) apontam que 63.361 casos de malária foram registrados no Amazonas em 2019. O número representa uma redução de 14% em relação ao ano de 2018, quando foram registrados mais de 73 mil casos, segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

A maior redução foi identificada nos registros causados por Plasmodium falciparum - responsável pelas formas mais severas da doença. Foram 1.417 casos a menos em 2019 na comparação com o ano anterior.

Os municípios com maior incidência de casos foram São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Manaus e Santa Isabel do Rio Negro. Ainda de acordo coma a FVS, foram realizados 669.763 exames para diagnóstico de malária ao longo de 2019.

A Fundação ressaltou que distribuiu e instalou 125.750 mosquiteiros impregnados para moradores de 49 municípios considerados prioritários para prevenção de malária. Além disso, mais de 1,5 milhão de medicamentos foram distribuídos no estado.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/01/14/mais-de-63-mil-casos-de-malaria-foram-registrados-no-amazonas-em-2019.ghtml

Reportagem SEMADI

Fale Conosco

  • (11) 4524-4694 - FIXO
  • (11) 9 97502448 - VIVO
  • (11) 9 49747803 - TIM
  • (11) 9 89267908 - CLARO

 

Funcionamento de terça à sexta-feira
das 08h00 ás 17h00

Semadi na Rede

Informativo

Onde Estamos

Rua José Furlan, 45, Nosso Teto
CEP: 13251-661 | Brasil - Itatiba/SP
contato@semadisp.com.br

América, África, Europa, Oceania e Brasil

CONTRIBUA COM A OBRA MISSIONÁRIA:
Igreja Assembleia de Deus no Ipiranga

Banco Bradesco
Ag. 119-8 | CC 110.891-3

Banco Itaú
Ag. 0047 | 17664-9

 

Olá clique abaixo para falar com nosso atendimento ou então envie um email para desenvolvimento@semadisp.com.br

Chame no Whatsapp
Close and go back to page